Como o método SMART pode ajudar a montar seu planejamento de carreira?

Publicado em: 19/04/2022

Tem uma frase do Gato de Cheshire, personagem da história de “Alice no País das Maravilhas”, que o nosso redator gosta muito (e provavelmente você já até a tenha lido aqui no blog ou nas nossas redes sociais em algum momento). Ela diz o seguinte: “Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”.

E a pergunta que a gente quer te fazer nesse post é: você – e seus colaboradores – sabe onde quer que a sua carreira chegue? Sabe a posição em que quer estar daqui a 2 anos e os passos que tem que cumprir, em cada etapa, pra alcançar essa meta? Se você deu “tela azul” e bugou pra responder essas perguntas, fica aqui que a gente vai te mostrar um método incrível pra você planejar a sua carreira (e a sua vida toda): o SMART!

Específico, Mensurável, Alcançável, Relevante e com um Prazo definido
SMART é um acrônimo para “Specific, Measurable, Attainable, Relevant e Time-Based” ou, em português, Específico, Mensurável, Alcançável, Relevante e Temporal (ou, com um prazo definido para execução).

Uma pesquisa de uma consultoria britânica apontou que 65% dos colaboradores ainda esperam que as empresas definam os degraus que cada um tem que subir em sua carreira. Acontece que a pandemia mudou o modelo de trabalho em muitas empresas, então, dar ferramentas para que os próprios funcionários assumam o protagonismo e elaborem o seu próprio planejamento de carreira é uma super cartada!

E, pra te explicar o que quer dizer cada uma dessas palavras quando falamos de planejamento de carreira, seja na empresa atual ou no longo prazo, nada melhor do que um exemplo.

Bora lá!

Vamos supor que um colaborador do seu time de vendas almeje ser gerente comercial daqui a 5 anos. Ainda que diga o objetivo final e estabeleça um prazo, é um tanto quanto vago, não? Como ele chegará lá? O que será necessário para isso? De quanto em quanto tempo o sucesso no atingimento de cada meta será mensurado? “Ser gerente comercial daqui a 5 anos” é uma meta plausível?

São essas perguntas (e algumas outras mais) que o método SMART vai responder!

S (Específico)
Quanto mais específica uma meta for, mais fácil fica de visualizá-la, já que a torna mais clara para os envolvidos (ou o envolvido, no caso do nosso exemplo). Pra isso, seu colaborador precisa responder com o máximo de detalhes possível perguntas como:

  • O que eu pretendo alcançar com essa meta?
  • Quando?
  • Por que eu quero atingi-la e por que ela é importante pra mim?
  • Quem está envolvidx na sua realização?
  • Como ela será alcançada?

M (Mensurável)
Como medir o sucesso do planejamento inicial e saber se está na direção certa ou não? Através de métricas!
Para esse quesito, no caso do exemplo que estamos utilizando, desmembrar a meta primária (ou seja, “ser gerente comercial dentro de 5 anos”) em “submetas” a serem atingidas a cada período (trimestre, semestre ou ano) pode ser um bom indicador para medir o desempenho em relação à meta.

Por exemplo:

Ano 1:

  • Destacar-se como vendedor, buscando bater as metas;
  • Pedir feedbacks trimestrais ao meu superior para saber no que posso melhorar;
  • Começar a estabelecer um networking, atualizando meu LinkedIn, sem esquecer dos contatos que já possuo;
  • Me dedicar a leituras que tenham a ver com a minha área, para me manter atualizado. Pelo menos 2 leituras mensais;

Ano 3:

  • Alcançar o posto de supervisor de vendas;
  • Uma vez nesse cargo, adotarei medidas para aumentar a satisfação do cliente em 3% ao mês e o investimento em publicidade em 5%;
  • Iniciar um MBA em Marketing;

Ano 5:

  • Com os conhecimentos do MBA, colocarei em prática ações para melhorar a satisfação do meu time com o trabalho;
  • A esta altura, já serei o gerente comercial, terei metade do meu apartamento financiado e estarei casado;
  • Buscarei participar de eventos para estar mais em contato com as demandas do mercado e entender como isso pode gerar insights para a empresa.

A (Alcançável)
Nada de metas impossível por aqui, certo? Afinal, coisas inatingíveis só geram frustrações. Mas, também não precisa ser nada muito moleza. Resumindo: Metas devem ser alcançáveis a ponto de desafiar o seu colaborador a conquistá-las, mas suficientemente definidas para não gerar desânimo por ser algo impossível conforme o prazo estabelecido ou a quantidade de etapas até o processo final.

T (Prazo definido)
Prazos a cumprir são importantes para que não comecemos a deixar projetos e as nossas metas “ao infinito e além” ou “pra quando der”, então, pra colocar suas metas dentro do método SMART, seu colaborador precisa determinar o período de tempo em que cada etapa deve estar concluída para alcançá-la num prazo que seja plausível e realista.

Viu como o método SMART é uma ferramenta superlegal para você e seus colaboradores traçarem seus respectivos planos de carreira?

A Happmobi preparou um treinamento exclusivo sobre Planejamento de Carreira, que traz várias outras dicas para seus times montarem um planejamento e se desenvolverem continuamente!

Tags: