Gestão 4.0: as vantagens do Recrutamento Proativo

Publicado em: 22/11/2021

O setor de Recursos Humanos passou por uma grande transformação com a incorporação da tecnologia em suas rotinas, o que permitiu que alguns trabalhos mais burocráticos pudessem ser automatizados, dando mais espaço para o RH assumir um papel efetivamente estratégico dentro do contexto empresarial.

Com o novo modelo de gestão, o 4.0, alinhado às novas tecnologias e todas as facilidades que elas oferecem, uma tendência em Recursos Humanos desponta como alternativa a processos seletivos mais assertivos e econômicos: o Recrutamento Proativo.

O método mais comum e tradicional de se realizar o processo de Recrutamento e Seleção de um novo colaborador é divulgar a oportunidade disponível em seus canais de comunicação e/ou plataformas de oferta de emprego (com a descrição das atividades que serão desenvolvidas, claro) e aguardar que os potenciais candidatos enviem seus currículos para serem analisados pelo RH que, então, faz a seleção daqueles com maior fit com a empresa, entra em contato e agenda a entrevista.

Só que essa forma de recrutamento acaba por atrair um grande número de candidatos, muitos deles sem as qualificações necessárias para o que se espera da vaga, o que demanda mais tempo e recursos, inclusive financeiros, do RH ao longo de todo o processo.

O que é o Recrutamento Proativo e quais suas vantagens?
Diferente do Recrutamento Passivo, no Recrutamento Proativo é o RH quem busca o candidato que, por sua vez, não necessariamente, está procurando emprego e, por isso mesmo, se mostra uma tática mais eficaz para encontrar o (futuro) colaborador ideal, principalmente para algumas funções que exigem conhecimentos bastante específicos, em especial na área de tecnologia.

O motivo?

Ao não estar procurando ativamente um emprego, o candidato não tem por que superestimar suas habilidades e nem aceitar a oportunidade sem estar alinhado, naquele momento, às expectativas da empresa.

Dessa forma, o Recrutamento Proativo também economiza tempo e é uma maneira de a empresa estreitar relações, mantendo contato frequente com possíveis candidatos que podem vir a fazer parte do seu quadro de colaboradores, sem contar o fortalecimento da sua reputação enquanto marca empregadora, numa estratégia de Employer Branding.

Como fazer?
O maravilhoso mundo da internet e das redes sociais ajuda e muito a colocar o Recrutamento Proativo em prática!

Para encontrar possíveis candidatos, redes sociais como o LinkedIn são um aliado e tanto! Nele, sem precisar de intervenção humana, ou seja, de forma automatizada, é possível buscar candidatos e, então verificar a formação, as qualificações e até as recomendações de terceiros sobre eles, assim como entrar em contato direto e construir, aos poucos, uma relação de confiança para com a sua marca.

Plataformas que hospedam vagas de emprego também são uma mão na roda, ao passo em que são tipo uma “vitrine” de talentos e ainda permitem criar um banco de talentos para o RH usar no momento mais oportuno.

Mas, não esqueça que os colaboradores que já fazem parte da sua empresa também têm a sua rede de contatos, então, incentive-os a indicar pessoas que tenham fit semelhante e as qualificações adequadas para exercer as funções do cargo que estiver disponível!

A sua empresa já realiza o Recrutamento Proativo?