Mentorship e Sponsorship

Publicado em: 14/03/2022

Duas formas de incentivar o desenvolvimento profissional dos colaboradores da sua empresa!

Certamente você já se deparou, enquanto rolava o feed do seu LinkedIn, com aquele card que diz: “Seja o Sênior que você precisou quando era Júnior”.

Incentivar o crescimento profissional e o desenvolvimento de novas habilidades técnicas e, principalmente sociocomportamentais, não é algo que precisa partir apenas das equipes de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas e pode acontecer inclusive entre os próprios colaboradores.

Mas, é claro, que o RH pode dar uma forcinha pra isso acontecer? Como?

Por meio de duas ferramentas bem legais e interessantes: o “Mentorship” (ou “Mentoring”) e o “Sponsorship”.

O que é cada um deles?

Mentorship
É a forma pela qual um profissional mais experiente se torna uma espécie de “mentor” ou “guia” de outro mais iniciante, guiando-o e dando conselhos para que ele alcance o crescimento profissional, oferecendo suporte em decisões relacionadas à carreira dentro da empresa e para superar os desafios que aparecerem pelo caminho. Programas de Mentorship podem auxiliar àquelas empresas que já estão inseridas ou querem inserir-se nos princípios da Metodologia Lean.

Sponsorship
Nessa modalidade ocorre quase que uma relação comercial indireta, mas sem que as partes percebam lucros financeiros. Em vez disso, os ganhos se dão na forma de reputação.

Com o “Sponsorship”, o patrocinador (sponsor) é alguém que possui um certo grau de poder de influência interna na empresa e age como um tipo de “defensor” de seu protegido, intercedendo por ele para que alavanque a sua carreira.

Com essa relação, ambos ganham reputação dentro da corporação: o patrocinador por formar bons profissionais, enquanto o colaborador protegido, de certa forma, “advoga” em favor do seu patrocinador, que vê seu renome e poder de influência crescer junto à empresa como um todo.

Como implementar programas de Mentorship e Sponsorship?
Todo projeto ou programa precisa passar por algumas etapas para que seja um sucesso e alcance os objetivos previstos pela empresa e, no caso dos programas de “Mentorship” e “Sponsorship”, não é diferente.

Os times de RH e Gestão de Pessoas são peça fundamental para a implementação de iniciativas de mentoria e patrocínio corporativos. E o primeiro passo para implementar estratégias desse tipo é o bom e velho…

Planejamento
Antes de dar a largada, é sempre bom saber onde se quer (ou se pode) chegar, isto é: encontrar os objetivos que levaram a empresa a iniciar essa nova empreitada e identificar os resultados que são esperados a partir dela.

Encontre os mentores/patrocinadores com perfil mais adequado
Feito o planejamento, é hora de buscar os profissionais (normalmente C-Levels) interessados em serem os mentores ou patrocinadores. Para isso, o RH pode analisar os perfis comportamentais de cada um para avaliar o enquadramento nas propostas e objetivos do programa.

Incentive a participação no programa
Encontrados os profissionais mais alinhados às características exigidas para um mentor ou patrocinador, a equipe de RH precisa estimular a participação deles no programa, o que pode ser feito através de algum tipo de bonificação financeira ou recompensa em relação à carga de trabalho, que poderá ser dividida com o aprendiz, por exemplo.

Capacitação constante
E, mesmo depois de o programa já estar rodando, vale sempre lembrar-se do lifelong learning e propor a capacitação constante dos mentores e patrocinadores. Embora sejam profissionais experientes do ponto de vista operacional e estratégico, eles podem ter dificuldades para ensinar e transmitir seus conhecimentos, por exemplo, e a capacitação entra em campo para sanar essas questões e proporcionar uma experiência ideal para mentorados e protegidos.

Colha os resultados
Os benefícios de um programa de “Mentorship” ou “Sponsorship” bem estruturado são superimportantes para as empresas. Olha só:

Senso de pertencimento e identificação
O vínculo que se estabelece entre mentor/patrocinador e aprendiz faz com que este último se sinta acolhido como parte importante da empresa e identifique-se com os valores do negócio, afinal, o seu desenvolvimento contínuo é o maior objetivo da iniciativa.

Queda na taxa de turnover
Como consequência da identificação e da sensação de pertencimento, há a queda na taxa de turnover, uma das maiores dificuldades enfrentadas pelas empresas.

Desenvolvimento de lideranças
Conforme forem evoluindo sob a tutela de seus mentores ou patrocinadores, os profissionais podem, inclusive, alcançar papéis de liderança.

Falando em liderança, programas de “Mentorship“ e “Sponsorship” são estratégias super legais para empresas que querem líderes com perfis mais diversos.

Quer conhecer essas e outras ações que podem incentivar a diversidade em posições de liderança?

Acesse o Catálogo “Tá na mão” e conheça os treinamentos da Trilha da Liderança:

  • Princípios da Liderança
  • Liderança Remota
  • Liderança Inclusiva
  • Liderança Feminina