Brainstorming: muito mais do que uma reunião criativa!

Publicado em: 03/05/2021

Você certamente já ouviu falar sobre Brainstorming, seja em empresa, agência de publicidade, faculdades etc. Mas sabia que muitas das vezes essa prática não é aplicada da forma correta?
E é, por isso, que hoje viemos trazer este assunto! Então, vamos lá, como surgiu esse tal do Brainstorming?

O que é?
O Brainstorming foi criado nos anos 30 por Alex Osborn, um publicitário norte-americano. E a técnica foi tão bem aceita que foi utilizada também por outras pessoas importantes, como Linus Pauling, um grande químico também norte-americano.

O Brainstorming é uma reunião para estimular a criatividade e pode ser aplicada para abordar qualquer tema. E a ideia é justamente deixar as ideias correrem livremente para um melhor aproveitamento.
Há quem opte por fazer individualmente, porém, quando feito em grupo, o resultado é muito melhor, pois uma ideia sempre pode originar várias outras e assim por diante.

Como é que ele age?
O Brainstorming é uma reunião mais livre para estimular a criatividade, mas também não é o bate-papo de chá das cinco (risos).
Por mais que seja um processo aberto, é importante ter um ambiente propício e um roteiro mediado por um líder para ter um processo organizado. E além de ser uma técnica para estimular novas ideias, o Brainstorming também agrega novos conhecimentos aos integrantes da técnica, ajuda na gestão dos problemas e também aumenta muito o engajamento dos colaboradores (falaremos mais sobre isso no final deste artigo, então continue com a gente 😉).

O Brainstorming faz parte da metodologia PDCA, que é uma ferramenta para gestão da qualidade de processos, composta por quatro passos (Plan, Do, Check e Act = Planejar, Fazer, Verificar e Agir). E essa metodologia determina as causas do problema a ser solucionado e como desenvolver as estratégias por meio de planos de ações.

Etapas do Brainstorming!
Então, para aplicar o Brainstorming, é preciso seguir estes 6 passos:

E, agora, vamos falar um pouco sobre cada uma delas:

Etapa 1: Definição do Problema
Nesta etapa, é preciso entender a causa raiz do problema a ser resolvido. E é importante ter muito bem definido, pois assim a solução fica muito mais fácil de ser encontrada.
Ah! E é importante ter isso definido antes de reunir as pessoas, se não, a reunião não fica produtiva e nem assertiva.

Etapa 2: Preparação
Depois de encontrar a receita do problema, é hora de começar a cozinhar!
Então, como comentamos, deve ser escolhido um lugar, ter um mediador, formar uma equipe e também colocar uma etapa individual. Esta etapa individual deve ser feita antes da reunião, informando as pessoas convidadas sobre o que irão tratar na reunião do Brainstorming para que elas possam pensar sozinhas e terem ideias com antecedência. A solidão também é um ingrediente da criatividade!

Etapa 3: Chuva de Ideias
Chegou o grande momento!
Após então definir o problema e se preparem para reunião com a etapa individual, é hora de juntar todo mundo! E duas coisas importantes para considerar: quantidade é melhor que qualidade e é muito importante aceitar todas as ideias para que todos se sintam confortáveis em participar do processo.
É importante lembrar que existem técnicas de aplicação do Brainstorm como: BrainWriting, Brainstorming Invertido, Desejos e Quebrando e trocando ideias.

Etapa 4: Refinamento
Com todas as ideias coletadas, o mediador irá expor cada uma delas.
É importante nesta etapa, eliminar as ideias duplicadas, selecionar as melhores ideias, fazer votação das 10 melhores e, após isso, discuti-las e propor melhorias.

Etapa 5: Bater o martelo
Depois de selecionadas as 10 melhores, é hora de escolher no máximo três! Agora, será necessário se aprofundar nas ideias escolhidas. Para isso, não é necessário ter a participação de todo o time. Podem ser no máximo 3 pessoas.

Etapa 6: Plano de Ação
Este é o momento de definir quem faz o quê e quando.
Com as ideias em mãos, deve-se definir os responsáveis, delegar as tarefas e já definir os próximos passos.

Agora sim! Depois de tuuudo isso que podemos dizer que um Brainstorming foi feito! 😊

E chegamos naquele momento de desvendar porquê o Brainstorm promove o Engajamento do colaborador!
Sim! O Brainstorming permite que o colaborador se sinta valorizado por contribuir com o negócio e por fazer parte de um ambiente que está aberto a ouvi-lo. Demais, né? E isso contribui ainda mais para o processo ser ainda mais agradável!

E o bacana é que todo esse processo do Brainstorming pode ser facilmente adaptado para sua aplicação via internet!
Quer saber tudo o que falamos mais no detalhe e conhecer as técnicas de Brainstorming para aplicar na sua empresa?

Veja o treinamento especial sobre Brainstorming que a Happmobi desenvolveu! 😊