Benchmarking: Aprenda com a concorrência!

Publicado em: 21/12/2021

Não dá para saber se você está indo bem numa determinada situação, seja em uma competição de natação, uma prova do ENEM e até mesmo no mercado competitivo, se você não tem um ponto de referência. E, para isso existe a prática do benchmarking, uma ferramenta sobre uma questão que sempre fazemos a nós mesmos: “como estamos em relação à concorrência?”.

O que é benchmarking?
O benchmarking consiste em buscar as melhores práticas utilizadas no mercado para desenvolver oportunidades de melhoria e crescimento para seu negócio.

Dentro desse processo, a empresa pode comparar seus produtos, serviços e até suas respectivas práticas de gestão com outras do seu próprio setor ou mesmo de um segmento mais amplo, para entender melhor como funcionam. Assim, é possível atingir melhores índices de produtividade e gestão.

De toda forma, é preciso compreender como os dados colhidos podem ser filtrados em benefício da sua empresa, e, nesse ponto, cabem situações como a análise, interpretação e mensuração das informações coletadas uma tomada de decisão estratégica.

A importância do benchmarking
Esse tipo de análise pode fazer grande diferença na hora de destacar sua empresa diante do mercado, gerando diversas melhorias e novas ideias para o desenvolvimento de ações mais efetivas.

Por isso, é sempre importante que realize o benchmarking da sua empresa periodicamente, buscando estratégias entre antes e depois. Mas, além de analisar a concorrência e seus grandes resultados, vale unir essas informações para ter um “norte” a se seguir.

Dessa forma, você pode otimizar custos, tempo e chances de conquistas em seu negócio.

Tipos de benchmarking

  • Competitivo
    É como colocar metas similares às dos concorrentes, uma vez que nem sempre a concorrência vai deixar de bandeja as mesmas práticas e dados que elas possuem à sua disposição! Por isso, muitas vezes é necessário obter essas informações como um “cliente oculto”. Lembrou do filme né, rs?
  • Interno
    O Benchmarking interno faz a coleta de informações sobre desempenho entre as filiais da empresa e suas respectivas comparações. Ele promove o conhecimento e a difusão de boas práticas entre diferentes unidades de uma mesma corporação, sempre em busca de melhorias nos processos, produtos e serviços.
  • Funcional
    No benchmarking funcional observa-se o trabalho realizado em outras empresas que não são concorrentes diretas ou que não são necessariamente do mesmo segmento.

Como é o benchmarking no RH?
Os Recursos Humanos também têm seus desafios e perrengues e precisam se apoiar em algumas técnicas de benchmarking como alternativa para poder superar dificuldades e alavancar oportunidades operacionais.

Além disso, é sempre importante avaliar processos internos e compará-los com outros pontos de referência e como estão em relação ao mercado por meio de benchmarking.
No RH, por exemplo, essa análise pode auxiliar a ajustar a proposta salarial ou o pacote de benefícios que são oferecidos pela empresa. E, o mesmo serve para retenção de talentos!

Compreender melhor os motivos pelos quais os colaboradores estão circulando é apenas uma parte desse cálculo “muito louco” do benchmarking. Também é importante saber o que a concorrência oferece de diferente para eles.

Assim, é possível criar pacotes atraentes, como aumento salarial por ano, metas diferenciais, ou estruturas de bônus que mantenham seus profissionais mais motivados.

A sua empresa utiliza o benchmarking como estratégia de mercado?

Tags: