“Postura de dono”: como o RH pode incentivar o Accountability nas empresas

Publicado em: 03/01/2022

“Um simples bater de asas de uma borboleta no Brasil poderia causar um tornado no Texas”.

Você já ouviu ou leu essa frase em algum lugar?

Se não, a gente te explica: ela é um exemplo do que ficou conhecido como “Efeito Borboleta”, uma maneira metafórica utilizada pelo matemático e meteorologista Edward Lorenz, na década de 1960, para simbolizar que uma mínima modificação no estágio inicial de um evento qualquer pode resultar em consequências imprevisíveis e gigantescas no futuro.

E no que o “Efeito Borboleta” tem relação com uma trend do universo corporativo?

Segue o fio! 👇 
O conceito de Accountability, embora não tenha uma tradução ao pé da letra em português, pode ser entendido como algo próximo a “responsabilização” (não num sentido punitivo, mas de tomar a responsabilidade para si), “transparência” ou “prestação de contas”.

Embora tenha nascido no setor público, é algo que está bastante em alta no mercado e que ganha um espaço muito importante enquanto estratégia de gestão de Recursos Humanos – e dentro do próprio RH.

Sabe a “postura de dono”, tão citada ultimamente? Ela exemplifica bem o que é ser umprofissional Accountable: alguém que toma para si a responsabilidade pelas suas ações e decisões, é transparente no relacionamento com seus colegas de trabalho e gestores, comprometido com os resultados que a empresa almeja e tem confiança para conversar abertamente sobre eventuais falhas e assumir a responsabilidade por elas, sem medo de punições.

Ligou a relação da Accountability com o Efeito Borboleta? Se há algo que, ao longo dos processos, acaba se desviando (mesmo que minimamente) dos resultados, a repercussão na entrega pode ter outra dimensão.

E o setor de Recursos Humanos tem uma função essencial para criar uma cultura organizacional que seja Accountable, porque essa trend traz uma série de benefícios tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

Mas, antes de falar sobre as vantagens, é importante conhecer as bases da Accountability:

  • Reconhecer o problema;
  • Tomar a responsabilidade sobre ele;
  • Desenvolver soluções para o problema;
  • Testar as soluções na prática.

Uma equipe que saiba identificar eventuais problemas sem arranjar desculpas ou colocar a culpa um no outro é capaz de tomar a responsabilidade para si e, então, buscar soluções e colocá-las em prática.

Isso, por sua vez promove um baita sentimento de pertencimento à empresa e desperta a autorresponsabilidade, uma habilidade bastante desejada no atual cenário e que se reflete numa busca pela melhoria nos processos gerenciais da empresa, já que os colaboradores se conscientizam e “assumem a bronca” pelas suas decisões, sejam elas positivas ou nem tão boas assim.

Vamos às vantagens, para o RH, de ser uma empresa Accountable!

  • Times mais autoconfiantes e motivados
    Uma empresa que estimula a Accountability entre seus colaboradores conta com profissionais que se sentem mais motivados a evoluir na carreira porque, ao terem uma “postura de dono” (e a consciência disso) se mostram pessoas mais ativas, independentes e potenciais líderes.
  • Sistema de recompensas e responsabilização mais fiel à realidade
    Quando se tem uma cultura organizacional que preza pela Accountability, fica mais fácil identificar os profissionais que merecem ser recompensados (com uma promoção ou algum outro bônus, por exemplo) e responsabilizar aqueles que cometeram erros que afetaram o desempenho ou os resultados da empresa.

    Vale destacar que num modelo de gestão Accountable não se deve entender “responsabilizar” num sentido punitivo nem de “apontar culpados”, mas de atribuir a responsabilidade a fim de buscar a melhoria nos processos e, consequentemente, nos resultados.
  • Métricas mais precisas de avaliação de desempenho
    Justamente por estar diretamente relacionada com a transparência e a ética dentro da empresa, fica mais fácil para o RH estabelecer métricas de avaliação que permitam mensurar os resultados dos colaboradores de cada time de uma forma mais tangível e, após analisar os dados, tomar as decisões pertinentes.
  • Metas mais bem definidas e melhor comunicação
    Transparência é um dos pontos fundamentais de uma cultura Accountability, portanto, RH e gestores de áreas devem estimular o diálogo aberto com seus times (e entre eles) para traçar as metas a serem alcançadas, com todos sabendo o que devem fazer para alcançá-las e, a partir daí, adotar a melhor estratégia para elevar a produtividade e melhorar continuamente o desempenho, com todos tendo uma postura de dono. 😊

A sua empresa procura desenvolver a Accountability?